Ace Wo Nerae!


Esu o Nerae!


O mangá de Ace Wo Nerae (Mantivemos o nome original porque não existe um título em língua portuguesa, mas a tradução poderia ser "Alcançando o Ace", ou algo assim) terminou de consolidar o mangá feminino de esportes, apresentando um traço realista até então nunca visto nos mangás shoujo. A importância dessa série é tão grande que terminou por influenciar esteticamente, desde Ryoko Ikeda até o famoso Gunbuster (Top wo Nerae no original), estupendo anime da Gainax. Hiromi e Maki, sua melhor amiga, na 1ª série de tvAliás, eu descobri a primeira página sobre essa série graças a Gunbuster.

Ace wo Neraetem como autora Sumika Yamamoto, e começou a ser publicado, na revista Margaret, no ano de 1972, sendo que a primeira série de quadrinhos durou até 1975. Seguindo os passos do mangá, o anime, da Tóquio Movie Shinsha, estreiou logo em seguida em outubro de 1973, durando até março de 1974. A primeira série de TV (Sim, ou vocês acharam que ia ficar só nisso? ) teve 26 episódios cobrindo somente a primeira parte da história do mangá original. O diretor geral e o diretor de arte da série foram Osamu Dezaki e Akio Sugino, guarde bem esses nomes, porque eles vão estar diretamente envolvidos na produção de todo o material animado da série e, também, na animação de Brother, Dear Brother. Dezaki também foi o diretor do episódio 19 ao 40 da Rosa de Versalhes só que tendo Shingo Araki como diretor de arte. Esses dois diretores vão Capa de um dos CDs da sérieconsolidar um estilo seja no character design, seja na forma de contar histórias sempre carregando nos simbolismos visuais que vão marcar os momentos chave das tramas. Mas vamos ao básico da história:

Hiromi Oka acabou de ser admitida no Colégio Nishi. Esta escola é famosa por causa do tênis e tem como principal jogadora do time feminino, a ídolo de Hiromi, é Reika Ryuuzaki que é chamada de "Ochifujin" algo como "rainha das borboletas". A menina, então, entra para o time de tênis simplesmente para poder estar perto dela e não demonstra muito entusiasmo ou talento para esporte. A chegada de um misterioso treinador, chamado "carinhosamente" pelas alunas de "oni-couch" algo que traduzindo à grosso modo seria "treinador-demônio" por ser muito rígido e mesmo cruel em seus treinamentos, acaba mudando sua vida. Depois de humilhar boa parte das alunas calouras , inclusive a melhor amiga de Hiromi, em uma apresentação para testar suas habilidades, a menina enfrenta o treinador. Não se sai nada bem, mas termina por impressioná-lo e, no outro dia, ele escolhe Hiromi para integrar o time de elite da escola para desespero da veterana jogadora Kyoko Otowa que acreditava que aquele lugar deveria ser seu. A partir daí, Hiromi vai sofrer pressões das Reika e Hiromi: character design das 2ª série colegas, principalmente as veteranas, ser humilhada, tentar fugir da responsabilidade que lhe foi imposta, se apaixonar pelo jovem Tondouh que é o principal jogador do time masculino da escola e ser perseguida por Kyoko Otowa, acusada pelo treinador de não ter estilo próprio e ser mera imitadora do estilo de Ryuzaki. No final, Otowa é derrotada por Hiromi, agora disposta a ser uma boa jogadora, em uma partida emocionante que decidiria quem ficaria com a vaga no time de elite. A partir de então, Hiromi vai ter que mostrar o seu valor, se superando sempre, deixando progressivamente de ser uma menina insegura e deslumbrada para se tornar uma mulher madura e uma atleta completa.

Quem viu Gunbuster já reconheceu a história, não é? Tire as raquetes e bolinhas, coloquem mechas (rôbos gigantes) e temos o início da série da Gainax. Fora isso, Reika Ryuzaki certamente serviu de modelo visual tanto para a Miya-sama de Reika Ryuuzaki:  rainha das borboletas.  Visual da primeira série de tv. Oniisama E... quanto para a Isumi de Princess Nine. Aliás, a elegante e competente tenista é bem mais gentil e honesta com a protagonista do que Miya-sama, ou mesmo Isumi, no que ela se aproxima da sempai de Noriko em Gunbuster, personagem também visivelmente inspirada em na "Ochifujin". Ah, assim como em Gunbuster, Reika também se apaixona pelo "treinador" só que o futuro não lhe é tão gentil como a sua réplica de Gunbuster. Além da resistência do "oni-couch", Reika também tem uma rival na quadra e no coração de Jin, a meio-irmã do treinador. Essa personagem, aliás, é a que mais sofre mudança de aparência no anime, pois de elegante e forte como uma amazona, se torna uma muralha sem nenhuma graciosidade, lembrando mais um jogador de futebol americano (com armadura). Já Hiromi é o protótipo da aprendiz morena, franzina (No mangá conforme o traço da autora vai se transformando, Hiromi vai ficando cada vez mais atléticaJin, 
		 o oni-couch, e Hiromi nos primeiros volumes do mangá e mesmo até um pouco marombada) que acaba sendo escolhida para uma tarefa que parece grande demais para ela, como acontece com Noriko de Gunbuster e com a Maya de Glass Mask, só para citar alguns exemplos. Interessante é que ao contrário da primeira série de anime (depois isso é corrigido no movie) é o saque fortíssimo da menina que impressiona o exigente treinador e, não, sua perserverança.

Além da série original, Ace wo Nerae contou com outra série de mangá chamada Shin Ace wo Nerae (1978-1980), outra série de TV, com o mesmo nome da segunda série animada, com 25 episódios (1978-1979); um movie chamado Jump High Hiromi lançado em 1979 e relançado em 1987; duas séries de OVAs: Ace wo Nerae 2, de 1988, com 13 episódios e Ace wo Nerae - Final Stage, com 12 episódios exibidos entre 1988-1989. Juntando tudo são 18 volumes de mangá, 51 episódios de tv, 1 movie e 25 OAVs. É ou não é um número respeitável? Para completar, em 2004 foi exibida uma série live action de Ace Wo Nerae com 9 episódios. A produção coube à tv Asahi com Aya Ueto, ídolo teen no Japão, o papel de Hiromi. Como a série foi um sucesso, já fizeram um especial e nada impede que outros sejam feitos, afinal, o mangá de Ace Wo Nerae é bem longo.

Ace wo Nerae foi exibida em vários países sendo muito conhecida na França (Jeu, set et match), na Itália (Jenny, la tennista) e na Espanha (Raqueta de Oro). Nos EUA não foi exibido nada da série mas as TechnoGirls estão fansubando a série, que recebeu o nome de Aim for the Ace, e eu pude finalmente assistir os primeiros 4 episódios. Recentemente, um fansuber digital decidiu legendar Ace Wo Nerae e já soltou o movie de 1979 e os mesmos quatro episódios legendados pelas TechnoGirls. Para pegar Ace Wo Nerae no Torrent, basta ir na página do ILA.

Uma das coisas mais legais de começar a assistir Ace Wo Nerae, foi sentir o clima anos 70 que marca a aparência e o figurino das personagens, em especial os óculos imensos que Hiromi usa em casa, ou o encerramento que mostra a menina em diversas roupas da época. Se você quer saber mais sobre Ace wo Nerae, recomendo duas excelentes páginas que me ajudaram muito aqui: a das TechnoGirls e uma página espanhola, esta exclusiva da série. Ah, a trilha sonora da série é bem empolgante, em especial a abertura e o encerramento da série original de 1973. Vale a pena ouvir.

Que mais eu posso dizer senão que Ace wo Nerae é mais uma daquelas lacunas imperdoávei da TV brasileira e mais uma das grandes evidências de que tivemos pelo menos uma década perdida em relação às grandes produções japonesas? Mas fazer o que? Apesar do Guga e da Maria Esther Bueno, aqui é o país do futebol, não do tênis!



VOLTAR AVANÇAR

Webmistress: Valéria "Utena-sama" - 13/04/2003


Site Meter