Hana Yori Dango


Personagens principais, anime.

Quando comecei a baixar animes na net, através de um site, eu tinha uma conexão lentíssima. Na época, muito antes do Divx se tornar hegemônico, era tudo em mpeg mesmo. Como meu HD era pequeno, tinha que baixar e deletar depois... Entre os animes legais que havia no site, um do qual gostei muito foi Hana Yori Dango. Infelizmente, na época, só havia 5 episódios no site e eu não sabia como conseguir o resto da série, já que nenhum fansuber brasileiro (*daqueles de VHS mesmo*) parecia se interessar por séries desse tipo. Bem, o tempo passou e hoje já terminei de assistir todo o seriado de TV, o movie animado, consegui comprar alguns volumes do mangá em japonês, li boa parte dos volumes na net em inglês, baixei até o live action japonês e ainda dei uma olhada no seriado feito em Taiwan. Ufa! Foi difícil conseguir, e ainda falta parte do mangá, mas valeu a pena! Mas o que é Hana Yori Dango? Se você quiser conhecer um pouquinho dessa série apaixonante, continue lendo até o final. Ah! Prometo não soltar nenhum spoiler que possa comprometer o seu prazer em assistir ou ler Hanadan.


Um Pouco da História

Tsukushi Makino é uma garota de 16 anos e estuda na Academia Eitoku, uma escola de elite, para filhos de milionários e famosos. Só que Makino, não é rica, aliás, está bem longe disso e preferia estar estudando em uma escola pública normal, como a maioria dos garotos e garotas japoneses de sua idade. Só que seus pais, principalmente sua mãe, dão o sangue para poder fazê-la freqüentar exatamente aquela escola, porque acham que assim ela poderá resolver todos os problemas da família... Sabe como? Conseguindo um bom casamento!

Tsukushi, que não concorda em nada com os planos dos pais, e só quer passar despercebida na escola. Lá, praticamente todos os alunos são fúteis, mimados, hipócritas e, principalmente, cruéis. Entre todos os alunos, existem 4 (Domyouji, Rui, Akira, Soujiro) que chamam especialmente a atenção, eles são conhecidos como F4 (4 flores... Pode parecer estranho, mas no Japão isso não atenta contra a masculinidade de ninguém.). Cruzar o caminho deles, mesmo acidentalmente é perigoso, pois você pode cair em desgraça com toda a escola e ser perseguido até ter que sair do colégio. Por mais que Tsukushi os odeie (*Ela normalmente odeia gente rica*), um deles conquistou seu coração, Hanazawa Rui. Ele é o único dos 4 rapazes que parece se importar com os outros, não ser esnobe e prepotente, Domyouji, Rui e Tsukushi. e Tsukushi acaba ficando fascinada por ele... Além disso, volta e meia acaba encontrando o rapaz (*que simplesmente a ignora*) no seu refúgio secreto... Quer dizer, na escada de incêndio, local para onde a garota corre quando deseja estravasar a tensão ou a frustração de estar naquele ninho de víboras.

Tudo ia indo como sempre até que a única amiga de Tsukushi acaba, sem querer, dando uma trombada no chefe do F4, Domyouji Tsukasa. Como o rapaz se aproveita do fato para humilhar a menina, Makino sai da sua condição de anônima e vai em defesa da amiga, fazendo o que ninguém tivera coragem até então. Ao enfrentar Domyouji, Makino sela o seu destino, pois os F4 lhe declaram guerra (*o sinal utilizado é pendurar uma tarja vermelha no armário da vítima*) o que a transforma em pária dentro do colégio. Mesmo a amiga que Makino defendera lhe vira as costas e sua vida se transforma repentinamente em um inferno de humilhações e agressões de todo o tipo. O que fazer então?

Ao invés de se recolher, Tsukushi simplesmente declara guerra ao F4, esmurra Domyouji e decide mostrar a todo o colégio que não é uma flor mas sim uma erva daninha e que não se deixará matar tão facilmente. Este é o início da história. Desnecessário dizer que Hana Yori Dango é um romance e que Tsukushi irá passar por muitas peripécias amorosas durante toda a história, pois se no início Domyouji era seu inimigo, acaba se apaixonando por ela. Só que ele é um sujeito desequilibrado e precisa apanhar muito (*literalmente*) e amadurecer bastante antes de se tornar digno do amor de qualquer pessoa. Fora isso, Tsukushi está fascinada por Hanazawa Rui que por sua vez acalenta um amor impossível por Shizuka, sua amiga de infância e bem mais velha que ele.

Hana Yori Dango não é uma história para quem gosta de pancadarias a la Dragon Ball, nem tão pouco para pessoas que desejem uma história realista ao extremo. Nessa série, todos os ricos parecem ricos demais e Tsukushi talvez seja pobre demais para os padrões japoneses. Além disso, a história assume ares de novelão, com muito drama, encontros e desencontros. Tsukushi não é boba nem tanpouco leva desaforo pra casa (*isso é parte do seu charme*), mas no fim das contas, contra a sua vontade, acaba se tornando uma espécie de cinderela. Cinderela, aliás, com um príncipe bem sapo e com uma sogra megera! Ela luta até o fim e tem personalidade demais para ser enquadrada, mas acho que lhe faltava algum objetivo na vida.

Eu gosto muito de histórias revolucionárias como Shoujo Kakumei Utena, mas também não posso negar que adoro comédias românticas, (*Como aquelas que a Meg Rian está cansada de fazer*) e é isso o que Hana Yori Dango é: uma comédia romântica com aquelas doses cavalares de drama que somente os japoneses, e talvez os mexicanos, ) sabem criar. Mesmo que Tsukushi não seja a mocinha padrão e isso me alegre, Hanadan é um novelão da melhor qualidade. Se você não tem preconceito contra essas coisas e quer ter horas de diversão descompromissada, é uma grande opção! Acredite, eu estou adorei!!!


O Mangá

O mangá de Hana Yori Dango é de autoria de Kamio Yoko e começou a ser publicado na revista Margaret no ano de 1992. O título quer dizer, mais ou menos, Um dos brinquedinhos ... é feio mas no anime tem uma função muito legal!"melhor rapazes do que flores", pelo menos foi isso o que eu li em algum lugar... Em 2003, depois de mais de 10 anos, o mangá, carro-chefe da Margaret, chegou ao fim e o último volume saiu em 2004. São 36 volumes encadernados no total. Hana Yori Dango é um grande sucesso em vários países da Ásia e começou a ser publicado recentemente na Itália, Espanha, França e EUA. Uma característica interessante, é que se pegarmos o primeiro volume do mangá e acompanharmos o desenrolar da história, poderemos perceber o quanto o traço da autora evolui, fazendo com que suas personagens ficassem cada vez mais bonitas e bem desenhadas. Só que, ao mesmo tempo, conforme a história se prolonga (*desnecessariamente*), também percebi um certo cansaço que repercutiu na arte do mangá. Os últimos volumes foram muito bem desenhados mas houve alguns a caminho do final que pareceram relaxados. Enfim, acho que é possível identificar três artes distintas: amadora no início, muito bonita do volume 14 até o 27, meio relaxada depois disso, e volta ao melhor nos últimos três volumes.

Eu gostei muito mais do mangá do que do anime, aliás, isso geralmente acontece comigo. No entanto, reconheço um defeito: o mangá foi esticado demais. Ao prolongar a história, a autora criou reviravoltas malucas que acabaram me cansando um pouco. A opção por sidestories, por exemplo, poderia ser melhor aproveitada, pois algumas personagens, como o Akira, mereciam maior atenção. Algumas histórias extras foram produzidas e o próprio final do mangá abre margem para que se possa fazer um novo volume (*ou série*) no futuro. Mas disse que não dava spoilers, então não comento porque.


O Anime

O anime de Hana Yori Dango tem 51 episódios e começou a ser produzido em 1996. Como o mangá continuava sendo publicado, a história não está completamente incluída no anime que cobre os eventos até o volume 18. Para melhor condensar a história, talvez, o anime deixa de fora algumas personagens e eventos (*praticamente 3 volumes inteiros do mangá foram excluídos*), A versão alternativa.além de alterar um pouco a história em algumas partes. Fora isso, por ser patrocinado pela Bandai, muitos brinquedos e bugingangas foram criadas exclusivamente para o anime e se tornaram parte integrante da história como os bonequinhos gravadores de Tsukushi, ou o "ledor de sorte' que Rui lhe dá de presente.

Além do anime, Hana Yori Dango contou com um movie, lançado na primavera de 1997, em uma realidade alternativa na qual todos fazem parte do mundo dos espetáculos em Nova York. O F-4 são um famoso grupo de dançarinos e cantores, os alunos víboras fazem parte do show e Tsukushi, uma estudante de dança pobre e que faz bicos como faxineira, quer fazer um teste para o espetáculo só que tudo parece conspirar contra ela... Infelizmente, o movie é curtinho e a série não contou com OVAs nem movies que continuassem a cobrir a história do mangá.


O Filme

Tsukushi no live action japonês.

Hana Yori Dango também teve um filme live action produzido no Japão. A história foi filmada em 1995, e é estrelada por Uchida Yuki no papel de Tsukushi Makino. Eu vi o filme recentemente e gostei bastante. Da mesma forma que o anime sofre alterações, o mesmo acontece com o filme e isso é normal. Como a versão live action saiu antes da série animada, muita coisa fica de fora, sem contudo prejudicar a compreensão. A Tsukushi do filme é idêntica a do mangá (*o cabelo curtinho lhe deu um ar tomboy bem interessante*) e convence bem, outras personagens também estão bem defendidas. A academia Eitoku é um pouco diferente, mais parecida com uma high school americana sem uniformes. O único ponto negativo é o figurino do Doumiyouji no início do filme: mais brega impossível! Só vendo mesmo para entender...


Meteor Garden?

Se você fizer uma busca na internet procurando Os meninos de Taiwan.por Hana Yori Dango vai encontrar muitos sites de Taiwan e da China falando de Meteor Garden. Pois é, o nome da série na Ásia é esse, além disso, em Taiwan, Hana Yori Dango deu origem a duas novelas estreladas pelo F-4. A novela primeira novela fez sucesso e os meninos do F-4 se tornaram ídolos teen, com CDs e outras bugingangas lançadas. Alguns foram escalados para estrelarem outras séries, como a adaptação de Mars. A adesão dos fãs foi tão grande que a história foi mudada para satisfazer a vontade dos fãs. Assim, o triângulo Rui-Tsukushi-Doumiyoji acabou ganhando contornos diferentes da sua versão nipônica em mangá e anime. Se quiser satisfazer sua curiosidade, vai achar muita informação sobre Meteor Garden, o que só vem a confirmar o quanto Hana Yori Dango é uma série bem marcante e cheia de fãs pelo mundo a fora.


Live Action

Quando eu menos esperava, houve o de que uma novela (*dorama, para os japoneses*) estava a caminho, a estréia foi em outubro de 2005 e a série teve somente 9 episódios.. Hana Yori Dango voltou a chamar a atenção mais uma vez na forma de um Live Action caprichadíssimo. A princípio 9 episódios pareciam Tsukushi e Doumiyoujimuito pouco para contar a história de Hana Yori Dango mas inegavelmente a interpretação dada pelos atores e a seleção e reinvenção dos acontecimentos não decepcionou. O elenco contou com uma Makino inspiradíssima na figura da jovem Mao Inoue. Jun Matsumoto, o Momo de Kimi Wa Pet, parecia fora do lugar como Doumiyouji mas logo se ajustou e arrasou. Shun Oguri foi um Rui eficiente, mesmo que com a personalidade da metade para frente do mangá. Shota Matsuda e Tsuyoshi Abe, como Nishikado e Akira, vestiram muito bem as personagens. Verdade que adocicaram um pouco a miséria da família de Tsukushi, que ainda ficou amorosíssima, mas isso pesou pouco. Interessante foi vê-los de carne e osso. Muito melhor do que Meteor Garden a meu ver. Muito provavelmente, teremos uma segunda temporada e uma continuação do mangá. Afinal, Doumiyouji disse que voltaria, e ele não é de faltar com a palavra. Para quem se interessou, o site oficial da série é este aqui.


A Música de Hana Yori Dango

A trilha sonora de Hana Yori Dango é muito cativante. Não somente a abertura e o encerramento, eu digo, mas os temas orquestrados que costumam servir de fundo musical para momentos engraçados ou dramáticos. Quem quiser as músicas da série de tv, do dorama ou mesmo a abertura de Meteor Garden, basta pedir. Aliás, visite a seção com minha lista de músicas, pode ter alguma coisa que você queira por lá. Espero que vocês gostem.

Onde encontrar Hana Yori dango?

Infelizmente Hana Yori Dango não está sendo distribuída por nenhum dos fansubers brasileiros, Coisinhas da série. geralmente, as boas séries shoujo ou são desconhecidas, ou simplesmente deixadas de lado por puro preconceito. Mas não fique triste, pois você também poderá assistir Hana Yori Dango usando programas como o Kazaa ou o E-Mule. Como a série animada foi lançada nos EUA, a versão americana está disponível na net, via Bit Torrent. Na época que assisti, peguei tudo direto de um site que não existe mais.

Se você quer ler o mangá e sabe inglês (*Sem inglês você não consegue ir a nenhum lugar hoje em dia, então é bom aprender!*) basta usar o Mirc, pois mesmo o mangá tendo sido licenciado nos EUA, você ainda poderá ainda pode encontrar um grande número de volumes por lá, já que os fãs terminaram a tradução. O E-Mule também é muito bom para essas coisas. As scanlations da série têm uma qualidade irregular, algumas muito boas, outras sofríveis, e vários grupos traduziram partes do mangá. É possível encontrar tudo, até o volume #36, garimpando pela rede. Mas corra, porque o mangá está sendo publicado pela Viz e a editora americana pode pressionar para que a série seja banida desses canais alternativos. Há um grupo brasileiro, o Shoujo Club, traduzindo o mangá também.

Ah! Atualização de última hora! Minha amiga Jessie colocou o primeiro volume de Hana Yori Dango no sue site. A boa notícia é que está em português! Outra boa notícia: lá você encontra os melhores tutoriais de Mirc da rede. Aproveite! Deixo também a sugestão de uma página: Hana Yori Dango Brasil. Talvez uma das mais completas sobre a série e todinha em português.


Que mais eu tenho a dizer?

Bem, acho que é só. No futuro, pretendo melhorar essa página, talvez criar seções e falar mais de cada uma das personagens. A última coisa que acrescentei foi uma comparação entre Hot Gimmick e Hana Yori Dango. Quem quiser ler, está *AQUI*. Espero que vocês tenham gostado do texto, se eu omiti, exagerei ou errei algum dado, por favor me mandem um e-mail pra que eu possa melhorar sempre. Ah, dê uma passadinah no meu guestbook, ou registre suas impressões no fórum, eu ficaria muito grata mesmo!



Webmistress: Valéria "Utena-sama" - 02/09/2002



VOLTAR

Site Meter